Palestras e apresentações de showdog em escolas marcam o terceiro dia da Semana de Proteção Animal

Diversas atrações ainda estão previstas, como vacinação, castração, campanha de adoção e concurso de fantasia pet

quarta-feira, 5 outubro 2022

Clarildo Menezes

As ações da Semana de Proteção Animal continuam na cidade com a realização de palestras na terça e na quarta (04 e 05/10) para alunos das escolas municipais Alcebíades Afonso Viana Filha, em Pindobas, Caic Elomir Silva, em São José de Imbassaí, e da Escola Municipalizada, em Inoã, com o tema “Sujeito Ecológico: a educação como arma para a preservação da natureza”. O evento também teve apresentação de showdog, que consiste em demonstrações de técnicas de adestramento de cães, como obediência, abordagem e truques feitos para interação e diversão das crianças.

A iniciativa da Prefeitura de Maricá, por meio da Coordenadoria Especial de Proteção Animal (Cepa), marca a semana especial de proteção animal instituída pela lei municipal nº 3.059 de autoria do vereador Felipe Hadesh. Aluna da Escola Municipal Caic Elomir Silva, Rafaely Duarte, de 10 anos, se surpreendeu com os comandos dados ao cão e ao saber sobre o lobo-guará.

“Eu amei a demonstração com o cachorro, ele obedeceu a tudo que o tio falou. Gostei bastante da palestra das meninas, descobri que temos lobo-guará aqui no Brasil e não são poucos, que o desmatamento reduz sua área de vida forçando-os a migrar para outros locais e por isso eles podem aparecer perto da gente”, contou.

As palestras foram realizadas em parceria com estudantes da Universidade de Vassouras de Maricá para conscientizar os alunos da rede municipal sobre guarda responsável e sobre a importância do respeito aos animais. Ao todo, 300 estudantes participaram das atividades nesses dois dias.

Para Tatiana Silva, 21 anos, aluna de Medicina Veterinária, poder passar seu conhecimento para as crianças não tem preço. “Estamos mostrando a importância dos animais para nós, mostrando o porquê de prevenirmos a natureza e de conhecermos os nossos animais e as espécies que temos na nossa fauna. Hoje, focamos no lobo-guará e em como ele se aproxima das casas e locais urbanos”, afirmou.

Já a também estudante de medicina veterinária Francielle Lemos, 21 anos, destacou os projetos promovidos pela universidade voltados para a proteção animal “Aproveitamos a primeira Semana de Proteção Animal para mostrar o nosso projeto de extensão da Faculdade Vassouras Maricá e com ele conseguimos passar para os alunos um pouco sobre a importância dos animais em nossa sociedade, sobre os animais não domésticos e sobre os cuidados que temos que ter com eles. O nosso projeto é orientado pela professora e doutora Gabriele Barros Mothé e tem vídeos educativos disponíveis no canal do youtube: Liga Animalista”, completou

Programação da Semana de Proteção Animal

A programação continua na quinta-feira (06/10) e sexta-feira (07/10) com reunião entre a Coordenadoria Especial de Proteção Animal e protetores do município no Banco Mumbuca para tratar de castrações e saúde animal. No sábado (08/10), o Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU), na Mumbuca, receberá o evento de encerramento da semana com diversas atividades que começam a partir das 8h, entre elas palestras sobre bem-estar animal, campanha de adoção, concurso de fantasia pet e solenidade de formatura da primeira turma do projeto “SocializaCão” (de orientação a donos e convívio com outros animais), além da formalização e assinatura do contrato que irá permitir o aumento dos procedimentos de castração na cidade, como parte do programa de controle reprodutivo.

Coordenadoria de Proteção Animal

Criada em 2017, a Cepa desenvolve diversas ações e políticas públicas que visam à proteção e o bem-estar dos animais, como o programa de controle reprodutivo e as campanhas de adoção e de conscientização sobre abandono, que acontecem mensalmente, em parceria com protetores, moradores e comerciantes. Com a iniciativa, 530 animais já foram retirados das ruas e adotados em um ano e meio. Desde 2019, já foram realizadas 5.500 castrações em toda a cidade. A partir de outubro, o número de vagas para este procedimento aumentará 800%, passando de 100 para 800 castrações por mês. A expectativa é que sejam castrados 9.600 animais por ano. Além disso, a Cepa está em processo de credenciamento de clínicas veterinárias para realização de outros procedimentos, com foco na assistência à saúde dos animais de rua.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estamos nas Redes Sociais

Traduzir